Novos tempos

quarta-feira, julho 06, 2016


Mudei muito de três anos para cá. E isso é bom. Por muito tempo estive em uma bolha de conformismo com os meus gostos, a forma de viver e todos os outros aspectos que me rodeiam. Me olhar no espelho não era uma tarefa desagradável, era apenas mais uma ação do dia, comum como todas as outras, aonde conseguia disfarçar com aquela aparência, o que queria esconde, mesmo sem querer e conseguia mostrar, o que achava que deveria ser. 

Eu pensava que quando a mudança acontece-se em mim, me tornaria alguém completamente diferente do que era, e o mais estranho é que nesses pensamentos, apesar de não reconhecer e nem desconhecer o que eu era, nunca pensei que a mudança seria algo bom e proveitoso, me apegava ao sentimento de que nada poderia deixar de ser o que era e que deveria ser o melhor possível. Não conseguia reconhecer o perigo que aquela situação me trazia, pois nunca o encarava de frente, ele estava me rondando, mas era apenas mais uma das várias sensações que tinha e escondia por detrás do reflexo do espelho, em um lugar tão fundo, que nem eu mesma era capaz de alcançar tudo o que tinha ali dentro.

O esforço para conseguir se reconhecer é algo que não requer muito, mas para alcança-lo precisamos admitir que estivemos olhando para o lado errado, e que tudo o que passamos não passou de uma situação programada, onde você não foi capaz de deixar as coisas que realmente te definem ser mostradas, situações aonde você não era verdadeira nem quando estava sozinha em seu quarto, pois a qualquer sinal de algo intrínseco a mim, meu coração se agitava, a falta de ar vinha e os meus pés falhavam, mesmo estando deitada. E mais uma vez via o reflexo do espelho, que me acalmava. 

De repente esse reflexo, parou de acalmar. Quanto mais o via, mais me inquietava. Fui em busca de outros reflexos, que só me traziam calmaria instantânea até que encontrei em um dos meus passeios pela minha mente um instante de calmaria que durou tempo o bastante para que conseguisse me ver, sentir como era, o que não sentia muito.

E depois de sentir isso, a calmaria que vem de dentro de mim passou a significar mais e mais, e aquela ansiedade deu lugar a um alguém que passou a significa algo... 

Veja Tambem:

4 comentários

  1. Mudar nos ajuda a amadurecer e isso é bom <3
    Lindo texto! :)
    Cheiro de Pipoca

    ResponderExcluir
  2. Que texto lindo, ás vezes a vida requer mudanças que temos que estar preparados para viver e assim poder viver coisas novas
    beijos
    lolamantovani.blogspot.com.br

    ResponderExcluir